terça-feira, 18 de março de 2014

A educação de Porto União gradativamente em Tempo Integral

---------

Em 2009 o município de Porto União iniciou no NE do Legru um projeto piloto para implantação de educação em tempo integral, utilizando recursos municipais, ofertando oficinas com atividades como: esporte, lazer, meio ambiente, saúde, apoio pedagógico, música, entre outras, ofertadas em período contrário ao ensino regular.
Em 2011 as escolas solicitaram ao MEC, por meio do preenchimento do PDE-Interativo a adesão ao Programa Mais Educação.
Enquanto aguardava a adesão oficial ao Programa Mais Educação, a equipe da SME em conjunto com as escolas organizaram atividades  em período contrário ao regular de acordo com a necessidade e especificidade de cada escola.
Além do NE do Legru, em 2012, com recursos próprios, o município atendeu ao NEs Hermínio Milis e São Bernardo do Campo.
Em 2013 o NE Hermínio Milis, foi contemplado pelo MEC para que as atividades em tempo integral fizesem parte do Programa Mais Educação, com a  participação de aproximadamente 250 alunos.
Ao final de 2013, os NEs Frei Deodato, Lança, Legru, São Pedro do Timbó e São Bernardo do Campo, foram contemplados para participar do Programa Mais Educação e atualmente 6 escolas do município atendem os alunos em período integral.
O objetivo é efetivar, não apenas uma educação em TEMPO INTEGRAL, mas um EDUCAÇÃO INTEGRAL, que promova o desenvolvimento cognitivo, social e emocional, por meio dos conhecimentos científicos, históricos e culturais, valorizando os saberes comunidade e buscando a formação plena do educando, por meio de atividades diversificadas, escolhidas e planejadas por escola, abrangendo o esporte, artes, música, meio ambiente, saúde, informática e apoio pedagógico.
Com a formalização da adesão ao Programa Mais Educação, as escolas receberão recursos para subsidiar essas atividades, com a possibilidade de aquisição de materiais, equipamentos e insumos necessários para o funcionamento dessas oficinas. No entanto, cabe ao município a organização do funcionamento como o transporte, contratação dos profissionais ( professores e monitores), sendo que alguns monitores poderão ser da própria comunidade e remunerados com o recurso do Programa.
Essa parceria com o Governo Federal representa um avanço para o ensino de Porto União, de modo que a equipe da SME, sendo a Coordenadora do Programa no município, Pedagoga Arlete Tabaca Cardoso e o Secretário Municipal de Educação Bento Trindade Júnior , participaram de reuniões com as comunidades do São Pedro do Timbó e da Lança no dia 20 de fevereiro, enfatizando que o êxito desse Programa está na parceria entre o MEC, a  SME, a escola e a comunidade.
Na semana passada a coordenadora participou de capacitação em Florianópolis com a equipe do MEC, esclarecendo dúvidas e trazendo informações para o bom funcionamento do Programa. Todas as atividades são pautadas nas orientações e diretrizes do MEC, com Resoluções e procedimentos específicos.